sábado, 5 de novembro de 2011

Masturbação: pecado ou prazer?



A masturbação que é tocar o próprio corpo em busca de prazer,tem sido considerada como uma experiência “normal” pelos meios científicos.Os veículos de comunicação,colaborando com essatransgressão moral,mostram,de forma natural, como os jovens devem praticar esse tipo de ato,incentivando de uma certa maneira essa prática.De acordo com os médicos,tocar no próprio corpo não faz mal algum à saúde,a nãoser que sejam introduzidos objetos cortantes ou pontiagudos na vagina ou no pênis.Os maisvelhos diziam que quem tocasse os seus órgãos,ficaria cego,ou então,que cresceriam verrugas nas mãos.Ë evidente que isso não passa de mentira inventada para impedir que as pessoas explorassem seus corpos para sentir prazer.A masturbação pode não fazer mal à saúde,mas,dentro do conceito religioso,é pecado,porque aproxima a pessoa do prazer carnal,num ato de fornicação segundo define à Bíblia e acaba se transformando em um vício.O ato sexual,para os cristão,só é permitido quando o homem e a mulher se unem pelos laços do matrimônio,com as bênçãos de Deus.Segundo as pesquisas ,os homens lideram a prática da masturbação.Noventa por cento das pessoas do sexo masculino se masturbam,enquanto que apenas um terço das mulheres recorre a essa prática.Por questões culturais,os garotos começam a se masturbar bem cedo,naadolescência,enquanto que as meninas dificilmente fazem isso.Para as mulheres,a masturbação pode chegar mais tarde ,após os 30 anos Liberdade em excesso,uma educação errônea a nenhum valor e conceito religiosos são fatores que têm levado inúmeros jovens a se masturbar muitos culpam os adeptos dessaprática mas as igrejas,escolas e instruções públicas devem orientar que o toque no corpo,embusca de prazer sexual,deve ser evitado.Quando o garoto ou a garota sentir a necessidade de se acariciar,deve pensar em outras coisas,porque Deus não se agrada disso.A Palavra do Senhor,nos ensina e Colossenses 3.5,que devemos fazer morrer a nossa natureza,ou seja,o homem não deve dar vazão ao desejo carnal,de qualquer espécie,antes do casamento.Quando um garoto está na adolescência,é considerado normal que ele se toque para conhecer seu corpo,mas o descobrimento pode leva-lo a querer se masturbar,já que seus hormônios estão à flor da pele nessa fase da vida .Assim,o jovem usa as mãos para descobri e conhecer seus órgãos e acaba se entregando ao prazer,ficando dependente da masturbação .A descoberta do próprio corpo deve servir,apenas,como um auxilio para que,no futuro,se tenha uma vida conjugal satisfatória.

PRAZER SEXUAL SÓ NO CASAMENTO 
Proporcionar a si prazer sexual é o mesmo que praticar o ato sexual e, como ensina a Palavra de Deus,é pecado.O sexo só é permitido dentro do casamento,fora do matrimônio é adultério ou fornicação.A obreira Débora Alves,da IURD de Nova Iguaçu,Baixada Fluminense,se declara contra esse ato.

- Tocar o corpo para sentir emoções e liberar a libido é pecado.Os adolescentes deveriam receber orientações dos pais e dos educadores de que a prática da masturbação é errada e não deveria ser incentivada,pois quando se tornarem adultos,continuarão com os mesmos hábitos.difíceis de serem deixados de lado.A mesma opinião tem Brenda Amorim,obreira da Igreja Universal do Reino de Deus de São Gonçalo,no Estado do Rio de Janeiro.

-A Bíblia nos orienta que buscar prazer sexsual antes do casamento é pecado, mesmo que seja um carinho ou carícia em nosso corpo.Não sinto nenhum desejo em me masturbar.Se sentisse,faria jejum até encontrar paz e tranqüilidade interior,além de procurar me casar o mais rápido possível.Ta amarrado a prática da masturbação!O jovem obreiro G.M.C preferiu não se identificar, mas confessa que já se masturbou quando não estava na fé.Ao sentir a presença de Deus,conheceu a verdade e com o incentivo dos pastores se professores da IURD se libertou.

-Hoje tenho plena consciência de que o que fazia era errado. A Ciência aprova essa prática .O Conceito de masturbação dentro da Ciência é o de uma satisfação autoerótica,ou seja,o indivíduo se autosatisfaz.Os estudiosos da psicanálise vêem o ato da sexualidade não como o sexo é visto,entre homem e mulher.De acordo com o que afirmam,tudo acontece desde o nascimento do bebê.É a partir da fase oral,no período da masturbação,que o neném sente prazer.

Segundo a psicóloga Rita Rimes Florido,o meio científico aceita a masturbação como algo normal e natural.

-A criança toca o corpo como uma brincadeira , para descobrir que o amiguinho tem um órgão sexual diferente.Então,começa a se tocar e sente que isso é prazeroso.Contudo,é bom que os pais orientem,para não se tornar um vício.É na adolescência que o ato surge com mais intensidade,pois os hormônios estão em ebulição.







SÓ GOSTAR DE SI MESMO

O Adolescente que passa o dia inteiro no banheiro se masturbando,de acordo com a psicóloga,não prejudica a saúde,mas pode causar um mal maior que é um desvio de caráter ou uma rejeição ao sexo oposto.

-Ele passa a ser,para ele mesmo,seu objeto de amor.É uma patologia (doença) grave,porque ele se torna um narcisista.Sente atração por si próprio,não reconhece o outro,nem do mesmo sexo.Quanto ao adulto,se espera que ele não se masturbe,uma vez que tem controle sobre suas emoções.Casado ou não,deve procurar ter uma vida saudável e aguardar o seu momento ideal.Faz parte da vida do homem adulto a poluição noturna.É quando o homem dormindo,ejacula.O mesmo acontece com as mulheres que têm orgasmos dormindo.Neste caso,nem um dos dois deve se sentir culpado,porque faz parte da natureza humana- finaliza a psicóloga.


O QUE DIZ A PALAVRA DE DEUS
A masturbação é um dos tipos de relação sexual condenada desde os primórdios. Em Deuteronômio 23.10,está escrito; “Se houver entre vós alguém que por motivo de polução noturna não esteja limpo,sairá do acampamento,não permanecera nele”.
A palavra “polução”,de acordo com o dicionário Aurélio,significa emissão involuntária de espermas,ou seja ,ejaculação proveniente de excesso acumulado na bolsa escrotal.Trata-se portanto,de um fator meramente fisiológico.
SEXO FORA DO CASAMENTO E MASTURBAÇÃO SÃO PECADOS
O ato de se masturbar tem levantado muitas dúvidas e questionamentos. Segundo o pastor Geraldo Vilhena responsável pelo trabalho de evangelização em unidades da Fundação Casa de São Paulo,na Bíblia esta escrito claramente da nossa luta contra a carne,da vontade do homem carnal e espiritual.A carne tende para a morte e o espírito,para vida.
-O masturbar é uma forma de dar vazão à carne e proporcionar ao corpo um prazer sexual solitário.Hoje fala-se muito em sensualidade e sexualidade,mas não se esclarece sobre o assunto.Há,sim,um incentivo ao apelo sexual,e isso provoca fantasias,Quando se aumenta a fantasia,ela fica no subconsciente.No momento em que o adolescente fica à mercê de revistas pornográficas,cenas de filmes de sexo explícito,estando em fase de descobrimento,é natural,quando tocar o corpo,que fique com a sensibilidade aflorada,mas é nessa hora que deve entrar a orientação dos pais – disse.
O hábito de se masturbar, segundo estudos e pesquisas,leva os praticantes à dificuldade de se relacionar em seu casamento,pois só sentem prazer sozinhos,sem o parceiro (a).provocando sérios problemas no relacionamento.
O pastor encerrou dizendo”A Bíblia nos diz que só em olhar o homem já pecou,imagine se tocar e ter prazer sexual sem uma companheira! Quando estiver se masturbando,vai estar pensando em quem?”.


Rebeldia



Quem está falando?


Por Jeane Vidal / Fotos: Fotolia


Quem está falando? É comum fazermos essa pergunta ao atendermos uma ligação e não reconhecermos a voz do outro lado. E por que não a reconhecemos? Simplesmente pelo fato de não ser alguém com quem falamos habitualmente.


Para se tornar familiar, uma voz precisa ser ouvida constantemente; do contrário, dificilmente será reconhecida.

Se trouxermos isso para o âmbito espiritual, constataremos que o mesmo acontece no relacionamento com Deus. Um exemplo disso é o que aconteceu com o profeta Samuel, quando ainda era uma criança e ouviu a Voz de Deus pela primeira vez: “O Senhor chamou a Samuel, e disse ele: Eis-me aqui. E correu a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, torna a deitar-te. E foi e se deitou. E o Senhor tornou a chamar outra vez a Samuel, e Samuel se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, filho meu, torna a deitar-te. Porém Samuel ainda não conhecia ao Senhor, e ainda não lhe tinha sido manifestada a palavra do Senhor. O Senhor, pois, tornou a chamar a Samuel terceira vez, e ele se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Então entendeu Eli que o Senhor chamava o jovem.” 1 Samuel 3:4-8.

Embora já servisse ao Senhor no Templo (1 Samuel 3.1), Samuel ouviu uma voz e não soube identificar de onde vinha e de quem era. Foi preciso Eli lhe dizer. Até então, Deus nunca havia falado com Samuel, mas, a partir daquele dia, o Senhor passou a falar com ele diariamente e ele passou a reconhecer facilmente aquela Voz e a obedecê-La, porque Ela havia se tornado familiar.

Todos os heróis da fé relatados na Bíblia tiveram isso em comum: eles ouviram a Voz de Deus e obedeceram. Justamente por isso são chamados heróis da fé. Havia neles disposição para obedecer à Voz de Deus. Mas, para que obedecessem, precisavam não somente ouvi-

La, mas ter plena convicção de que era Deus falando com eles. Ora, se não reconhecessem a Sua Voz, como obedeceriam? E só reconhece a Voz do Altíssimo quem tem intimidade com Ele.

Talvez você até tenha o desejo sincero de obedecer à Voz de Deus, mas, por não desenvolver uma intimidade com Ele e por andar distraído com tantas coisas, não consegue reconhecer quando é Ele quem fala contigo. Assim, acaba dando ouvidos e obedecendo a outras vozes, que lhe distanciam dEle.

Só têm sensibilidade para ouvir a Voz de Deus aqueles que mantêm um relacionamento íntimo com Ele, vivem em Espírito e, portanto, estão sempre atentos para ouvi-Lo e obedecê-Lo. Caso contrário, serão facilmente enganados.

“Não é difícil ouvir a Voz de Deus. Difícil é ter ouvidos para ouvi-La. Deus fala. Ninguém mais quer falar do que Ele, mas de que adianta Ele falar para quem não tem ouvidos? Só estando em Espírito há condições de ouvi-La e obedecê-La”, destaca o Bispo Edir Macedo. Ele ensina que estar em Espírito é estar com a mente conectada com Deus, envolvido na meditação da Sua Palavra, e submeter os pensamentos aos pensamentos do Altíssimo.

Existem muitos cristãos sinceros ouvindo e obedecendo outras vozes que pensam que seja a de Deus. Mas como terão certeza de que é a Voz de Deus se falam com Ele só de vez em quando? Se não forem capazes de reconhecer quando é Deus quem fala, como irão obedecê-Lo? Somente quando a Voz dEle se tornar familiar é que não haverá mais dúvida e não haverá necessidade de questionar.

O Bispo ressalta ainda que Deus é Espírito, portanto, a Sua Voz é espiritual. “Nós temos que usar o ouvido espiritual, que é o intelecto, a mente. Deus fala no nosso Espírito, no nosso intelecto. Quando a pessoa tem ouvidos espirituais, esses ouvidos estão em atividade, ela tem condições de ouvir a Voz de Deus. Às vezes, a pessoa tem ouvidos espirituais, mas não está em condições de ouvir a Voz de Deus porque está distraída com muitas coisas.”

O profeta Isaías vivia em Espírito e, consequentemente, atento à Voz de Deus, por isso prontamente se colocou à disposição quando ouviu o Seu chamado: “Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.” Isaías 6.8.

Talvez, assim como Samuel, você também já esteja na casa de Deus há algum tempo, mas não tem conseguido discernir a voz de Deus de outras vozes. Ele quer falar pessoalmente contigo. Quando você desenvolver esse relacionamento com Deus, nunca mais dependerá de terceiros para ouvir e atender à Voz do Espírito Santo.


SOCORRO EU PRECISO DE AJUDA




























0 motivo por que somos odiados diz o Bispo Geraldo Vilhena.














 


Grupo CALEBE BRASIL no Bloco de Osasco está em AÇÃO:Diz o Bispo Geraldo Vilhena


3 comentários:

  1. eu tenho esse problema de masturbaçao quando eu tento parar eu fico um mes ou dois sem se masturbar mas depois volto tudo de novo

    ResponderExcluir
  2. eu tenho esse problema de masturbaçao quando eu tento parar eu fico um mes ou dois sem se masturbar mas depois volto tudo de novo

    ResponderExcluir
  3. Se for o casal se tocando não é pecado a não ser que faz prnsando em outra pessoa,tem casos de pecado que não é pecado um menino de 11 anos ou uma menina esta tomando banho se toca sem saber o que acontece ai algo bom surge com certesa vai fazer dinovo até aprender que é pecado ai sim se saber é pecado.

    ResponderExcluir