terça-feira, 26 de junho de 2012

"SOU DE MENOR"



DOS QUASE 400 MIL CRIMINOSOS E INFRATORES ESPALHADOS PELO PAÍS, 17,4% SÃO CRIANÇAS OU ADOLESCENTES COM MENOS DE 18 ANOS; MAIORIA TEM PAIS, CASA PRÓPRIA, RENDA E ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO




"MUITOS ESTÃO NO CRIME POR OPÇÃO", DIZ ESPECIALISTA

No Estado de São Paulo, as estatísticas da Secretaria de Segurança apontam que 67% dos crimes ou são praticados ou têm a participação de menores. O crime organizado vale-se da 'mão-de-obra' dos menores para a prática de seus crimes, tráfico de drogas, roubo a bancos, a cargas, entre outros.  Os especialistas acreditam que a suavidade dos regimes punitivos a que esses menores são submetidos seja o principal chamariz para que eles sejam "usados" pelo crime.

70%  DOS MENORES INFRATORES VOLTAM PARA O CRIME

Ainda de acordo com a secretaria, mais de 70% dos menores internos voltam a cometer delitos ainda mais graves depois de cumprida as medidas previstas pela lei, provando que os estabelecimentos de recuperação que os assistiram não foram capazes de ressocializar e  reintegrar familiarmente esses jovens.

SÓ 5% SÃO MENORES ABANDONADOS "TÍPICOS", SEM CASA NEM FAMÍLIA

forma como o Estado concebe esses infratores também dá margem a controversas, acreditam os especialistas.  Para ele, o perfil desse menor delinquente não é o difundido pelos representantes dos direitos humanos. "Algumas pesquisas mostram que a maioria deles é formada por jovens que têm pais, casa, renda e   ensino fundamental completo, e também não são oriundos da classe menos privilegiada. Muitos estão no crime por opção", relatam.

As estatísticas dão força à tese defendida pelos especialistas e mostram que apenas 5% dos crimes são praticados por menores abandonados "típicos", ou seja, aqueles que não têm pais, moradia fixa, acesso à escola, nem a nenhum tipo de tutela. Desses 5%, apenas 2% são crimes bárbaros, revela Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário