sábado, 18 de janeiro de 2014

TRAIÇÃO



DOS HOMENS QUE ADMITEM JÁ TER TRAÍDO AO MENOS UMA VEZ, 60% APONTAM A INSATISFAÇÃO SEXUAL COMO A PRINCIPAL CAUSA; ENTRE AS MULHERES, ESSE NÚMERO CAI PARA 26%
Um estudo inédito no Brasil mostrou que 60% dos homens admitiram já ter traído ao menos uma vez na vida por motivos de insatisfação sexual, contra 26% das mulheres. Dos infiéis masculinos, 47% confessaram que a traição aconteceu com uma garota de programa. No caso das mulheres "infiéis confessas", elas traíram com alguém do ambiente de trabalho ou com um amigo próximo. Em ambos os casos foram ouvidas 2.300 pessoas.
Mas a pesquisa não se restringiu apenas a ouvir os infiéis, ela foi além e procurou ouvir também o outro lado, o das garotas de programa, que, como sugere o estudo, são as grandes motivadoras da infidelidade masculina.
"É muito raro um solteiro procuraruma garota de programa"
(Ingrid, 22, garota de programa de São Paulo)
Daniela (nome fictício), 26 anos, há oito se prostituindo na região da Rua Augusta, centro de São Paulo, diz que 90% dos homens que a procuram são casados. "Eles me procuram porque estão com algum conflito dentro de casa, querem desabafar, realizar fantasias que não teriam coragem de realizar com a esposa", diz.
O mesmo foi relatado por Ingrid, de 22 anos e há 7 no mundo da prostituição paulistana. "É muito raro um solteiro procurar uma garota de programa. Quando eles vêm, é 'pra zoar'", diz.
As outras cerca de 20 profissionais do sexo ouvidas pelos pesquisadores relataram experiências semelhantes. Todas elas confirmaram que a procura por garotas de programa prevalece entre homens casados.
"Eles me procuram porque estão com algum conflito dentro de casa, querem desabafar, realizar fantasias que não teriam coragem de realizar com a esposa"
(Daniela, 26, garota de programa)
Esses dados possibilitaram aos pesquisadores concluir que é possível, aos homens, amar a esposa e desejar fisicamente outras mulheres, sem que isso gere conflito no casamento. O mesmo, no entanto, não acontece com as mulheres. "O modo como foram educadas, para sempre associar o sexo ao amor, as faz acreditar que só possa haver traição quando não há mais sentimento afetivo", concluem. "Além disso, a oferta de sexo para o público masculino é infinitamente maior que para o público feminino".


UNIVERSAL NA FUNDAÇÃO CASA


Em clima de muita alegria Voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus estiveram presentes, neste último sábado na Fundação Casa Franco da Rocha UI 25, levando alegria e vida, em mais um evento com várias atividades para os internos, seus familiares e funcionários. para dar início ao evento esteve presente Pastor Geraldo Vilhena Coordenador de Evangelização, nas unidades da Fundação Casa de São Paulo, orou por todos os adolescentes e famílias presentes, e deu uma palavra sobre salvação, falou da importância do novo nascimento, e de ter um encontro com Deus.



em seguida chamou A CIA Teatral Força Jovem Brasil que apresentou uma peça com o nome O PALHAÇO, que emocionou a todos os presentes,













Em seguida Robson e Amauri narraram o próprio testemunho, com muita descontração e respondendo perguntas polêmicas sobre a esperiência que tiveram com as drogas e o mundo do crime.Robson disse também que no momento que fez uma aliança com Deus tudo mudou,hoje ele tem família constituida, casa,carro,emprego assim como também o Amauri.




Famíliares e internos se emocionaram no momento em que Robson mostrou o pedaço do corpo que ele havia perdido em virtude das drogas e que seria o único a sobreviver da quadrilha que havia formado para manter o vício.





Robson fez um convite aos internos para também fazerem esta aliança e de joelhos todos fizeram uma oração, pedindo perdão e esquecendo o pasado para começar ali uma vida nova.


Para finalizar o evento os adolescente e família foram servidos doces e refrigerante, ouvindo lindas canções Kaline Santos.










Grupo de teatro Força Jovem Brasil canta e dança com os internos e famílias veja no vídeo.


Os funcionários agradeceram a presença da IURD , pois em cada evento realizado mostra-se uma diferença no comportamento dos adolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário