quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

INFIDELIDADE



DOR DA TRAIÇÃO É A QUE MAIS FAZ SOFRER, ACREDITAM OS PSICOLÓLOGOS; NO CASO DA MULHER, SOFRIMENTO É AINDA MAIS INTENSO 

Nas mais sensíveis, ele pode se manifestar organicamente, com o aparecimento de doenças graves
De todas as dores de cunho emocional, a da traição é a que mais deixa marcas, a que mais dói e a que mais faz sofrer, acreditam os psicólogos. Por isso mesmo, ela é também a mais difícil de ser superada.
"Uma traição, para algumas pessoas mais vulneráveis a desequilíbrios emocionais, pode se refletir diretamente no lado orgânico, originando sérias doenças, como os problemas vasculares e cardíacos", explicam.
Quanto aos motivos que levam à traição, sabe-se que são inúmeros e que variam de pessoa para pessoa. Entre os mais comuns estão a insatisfação no relacionamento, o orgulho, a falta de autoestima, de romance, a busca por aventura e emoção e, principalmente, a rotina.
"NÃO RESERVAR UM TEMPO EXCLUSIVO
PARA O CASAL DEIXA
AMBOS MAIS PROPENSOS À TRAIÇÃO"

rotina do dia a dia, como pagar as contas, cuidar dos filhos e da casa e não reservar um tempo apenas para o casal acabam com o clima a dois, o que pode deixar as pessoas mais propensas a trair.

"Essas são as principais justificativas dadas no consultório pelas pessoas que já traíram e buscam ajuda para voltar a ter uma vida normal", contam os especialistas.
SEJA QUANDO TRAI, SEJA QUANDO É TRAÍDA, MULHER SEMPRE SOFRE MAIS CONSEQUÊNCIAS QUE O HOMEM

Ainda de acordo com os psicólogos, não há pesquisas confiáveis que indiquem que os homens traiam mais do que as mulheres. Ao mesmo tempo em que surgem dados dizendo que o sexo masculino trai mais, tem-se pesquisas que mostram o oposto. O que se sabe de fato, atualmente, é que as mulheres estão se igualando aos homens. Todavia, elas parecem estar conseguindo disfarçar melhor, pois mesmo com o avanço da mulher na sociedade, a maioria ainda tem mais a perder do que o homem, no caso de uma separação, o que contribui ainda mais para que elas sejam o sexo que mais sofre diante do fim da relação.

UNIVERSAL NA FUNDAÇÃO CASA



Em clima de muita festa, Voluntários da UNIVERSAL.  estiveram presentes, neste último sábado na Fundação Casa Franco da Rocha ,para fazer a festa em um evento maravilhoso, e dessa vez ao ar livre, embaixo de muitas árvores, para sentir a natureza, e a presença de Deus, pois ele e o criador de tudo. E foi feita várias atrações para os internos e familiares. Para dar início ao evento esteve presente o Pastor Geraldo Vilhena Coordenador de Evangelização, nas unidades da Fundação Casa de São Paulo, orou por todos os adolescentes e famílias presentes, e disse: Tudo o que vamos fazer aqui hoje é verdade, e é para abençõar a sua vida se você quizer entregar a sua vida para Senhor Jesus basta você abrir o coração . e também na oração pediu para que Jesus tocasse no coração de todos também deu uma palavra sobre salvação, falou da importância do novo nascimento, e de ter um encontro com Deus .




Em seguida A CIA Teatral Força Jovem apresentou uma peça que emocionou a todos os presentes, a peça conta a História de uma pessoa, na qual sua alma foi leiloada,( Leilão de uma alma). A primeira que vem da o primeiro lance, foi a religião, o segundo lance prostituição, terceiro lance bebidas, curtição, quarto lance foi a ganância, e drogas, e por último a morte que deu um lance maior, já no último suspiro, vem o Senhor Jesus que resgata sua alma tirando todas as correntes do mal, e lhe dá uma nova chance.





























MORTE 
Dando segmento ao evento foi servido muito bolo, refrigerante.













Enquanto era servido a animação ficou por conta da. Da força jovem onde cantaram e alegraram a todos os adolescentes e muitos deles até dançaram funk, foi momentos alegres que ficaram na lembraça de todos.











Os jovens Amauri E Robson (Projeto Dose Mais Forte) relataram as experiências que tiveram com as drogas, crimes, facções e o momento que perceberam que nada daquilo preenchia o vazio que tinham, o risco que corriam, que precisavam de uma dose mais forte para mudar aquela situação. Neste momento os internos e familiares ficaram atentos pois queriam saber o segredo da mudança. Foi aberto espaço para perguntas e respostas e uma delas qwue mais me chamou a atenção foi a de uma mãe de um interno que fez a seguinte pergunta: Robson qual foi o momento da sua vida que você disse eu preciso parar? Robson: Quando eu acordei em um leito de hospital com vários aparelhos chewio de tubos quando quando eu olhei para o meu corpo, e faltava um pedaço dele. Olhei pro lado e não vi mais uma solução, e a conclusão que cheguei
E que precisava de uma mudança e a única pessoa que ficou ao meu lado foi a minha mãe. Adolescente pergunta: Quando você chegou em casa foi algém ou um suposto amigo te procurar? Robson responde: Não ninguém foi me procurar so tive a visita de obreiros da IURD que levaram uma palavra de vida no momento em que eu mais precisava. Funcionário pergunta?Robson Se você antes pensava no futuro, e agora você pensa? Robson responde: Antes não pensava levava uma vida muito louca, mais hoje tenho os pés no chão .e tudo se tornou novo, o passado não existe mais (somente é lembrado para servir de testemunho de transformação de vida).









Robson e Amauri fazem oração pelos internos e famílias.





Integrantes do Teatro da Força Jovem Brasil.



Os funcionários e coordenadores agradeceram a presença da IURD e disseram que as portas estarão sempre abertas para novos eventos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário