sexta-feira, 22 de novembro de 2013

"Sr. Suicídio": dissimulado e perigoso

"Sr. Suicídio": dissimulado e perigoso

"Sr. Suicídio": dissimulado e perigoso Adentra as casas fingindo ser socorro; despede-se deixando dor 



Se ele bater à sua porta, não responda. Embora algumas vezes se disfarce de lindo moreno em túnica branca, a verdade é que por trás do véu nebuloso existe apenas sofrimento. Quem foi capaz de ver dentro de seus olhos e sobreviver jura que não pretende encará-lo novamente. O medo das vítimas é palpável.
A cada 40 segundos, alguém morre por sua causa. Todos os anos, 1 milhão de pessoas são enganadas por suas falsas promessas. Mais do que qualquer serial killer, ele é o terceiro maior causador de mortes entre pessoas de 15 a 44 anos de idade. Focado em seu objetivo, o Suicídio visita 20 milhões de pessoas todos os anos. Para a felicidade de 95% de suas vítimas, nem sempre é fatal.
Costumamos pensar: “Esse mal nunca baterá à minha porta.” Se não se sentou em seu sofá, está perto de conversar com alguém que você conhece. O Suicídio é a maior causa de morte de jovens brasileiras entre 15 e 19 anos de idade. Entre os garotos, apenas acidentes e homicídios tiram mais vidas.

Mas que os números não lhe enganem. Esse senhor gosta de todas as idades. É o quarto maior causador de mortes no Brasil. São 24 brasileiros mortos por dia. Mais de 8 mil por ano. O Suicídio é um homicida silencioso.
Suas vítimas preferidas são aqueles que vivem em agonia, em dor. Seu sorriso promete acabar com todos os sofrimentos. Seu hálito tem o perfume de "salvação". Quem vive em depressão, com doenças crônicas ou aprisionado em vícios, é mais propenso a ser enganado. Mas, vaidoso que é, o Suicídio gosta de desafios, por isso também argumenta com quem tem algum transtorno psicológico, mesmo que não sejam doenças, mesmo que sejam quase imperceptíveis.
Ele é como lenda urbana. Esconde-se atrás do medo que muitos têm de pronunciar seu nome. Fato que divide especialistas. Para muitos, a única forma de banir de vez esse viajante perigoso do mundo é conversando sobre ele. Trocar experiências, ideias, visões, compreensões. Outros acham que a falação irresponsável pode atraí-lo. O que faremos então?
Algum tempo atrás, um Homem disse: Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.” Mateus 11:28,29
Eu sigo esse conselho e o repasso a vocês, porque na casa onde esse Homem está, o Suicídio nunca terá coragem de entrar.
Nem pintado de ouro

Embora de natureza cruel e imagem medonha para a maioria das pessoas, o Suicídio tem se tornado uma espécie depop star. Atualmente, centenas de filmes, músicas, livros e sites o reverenciam.
Precisamos prestar atenção ao que acontece à nossa volta e refletir bem. Guardar os pulsos como saídas de emergência, tal qual dizem versos famosos, não é solução. Antes, outros versos são mais válidos para vencer qualquer mal: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares.” Salmos 46:1,2
    UNIVERSAL SOCIAL
    NA FUNDAÇÃO CASA

Quando se fala em adolescentes da Fundação Casa , logo as pessoas ignoram ou fingem que não sabe do que se trata, mais para a IURD este assunto é mais que sério pois se trata de gente, que muitas das vezes excluidas da sociedade, e o projeto que a IURD tem dentro da Fundação Casa tem mudado o rumo de muitos adolescentes, dando a eles uma nova oportunidade para retornar a sociedade, e para dar sequência a este trabalho que vem sendo realizado, neste último feriado voluntários da IURD juntamente com o bloco de ajuda, esteve presente na Fundação Casa de Jacareí.

Realizando o primeiro evento nesta unidade, para dar ínicio a este evento esteve presente, Pastor Rogério da Silva Timóteo do Cenaculo de Jacareí, fez uma oração pedindo a proteção de Deus por todos os presentes. e deu uma palavra de salvação sobre a importância do novo nascimento, que somente a ajuda de Deus eles irão reconstruir suas vidas. e falou dos sonhos que cada sonho tem um sonho, mais para que o sonho se realize tem que haver da parte de cada um, um esforço, para se chegar aonde quer não podemos ficar esperando.

Na sequência chamou o testemunho do Robson De Freitas e do dose mais forte, Amauri o qual deu seu testemunho, falou que entrou no mundo das drogas, era traficante e com a ajuda do poder de Deus pode mudar de vida. Robson fala : a minha vinda aqui hoje não é julgar ninguém,e nem humilhar ninguém, a minha vinda aqui hoje e para tirar suas dúvidas em relação as drogas, começa o debate sobre as drogas com perguntas e respostas. Ana Campos pergunta: Quais as sequelas que fica no organismo, para um ex- dpendente químico?
Robson responde: São várias eu por exemplo tenho problemas de visão. Adolescente pergunta: Você já foi preso? Robson: duas vezes, e minha especialidade era roubar carros e motos.
Pastor Geraldo Vilhena pergunta: Se o pessoal da cracrolândia se tivesse a oportunidade que este jovem está tendo aqui hoje ele não estaria lá? Robson responde: Com certeza não estaria lá mesmo , pois a oportunidade aqui ela é única. Nelci pergunta ; O que você fez para se libertar das drogas, Robson tive que perder um dos membros do meu corpo para aceitar ao Senhor Jesus, Pois a bíblia fala que aquele que não vem pelo amor, vem pela dor, e chorando falou que teve que chegar a está situação para chegar a DEUS , não deixe isso acontecer com você isso acabou com meu sonho que era ser jogador de futebol, e quantos de vocês tem um sonho. Adolescente pergunta: As drogas que são servidas hoje é igual a de antigamente? Amauri responde: 90 % é pó de vidro, bicarbonato, e outras misturas, a palavra já diz tudo droga é uma droga.Após um longo debate de perguntas e respostas, Robson pediu a ajuda de seis adolescente para puxar uma de suas pernas, e para surpresa de todos o que saiu foi uma prótese que por causa de um acidente de moto após cheirar vários papelotes de cocaína pegou sua moto e saiu em alta velocidade, e sofreu o acidente. Cada palestrante falou das suas experiência, dos seus dramas, mais acima de tudo cada um contou o seu recomeço longe das drogas.



O palestrante Robson de Freitas mostra para os internos e famílias o que as DROGAS fizeram para tirar o seu sonho de jogador de futebol.


Em entrevista com a Psicóloga Rita Souzaperguntei Quais os pontos positivos que a Senhora vê na ajuda do Bloco aos Dependentes Químicos? Ela responde: E de um efeito muito grande pois através desse bloco os adolescentes podem esclarecer suas dúvidas em relação as drogas, e também e de uma responsabilidade muito grande, eles no momento pode não dar ouvidos, mais depois eles sozinhos refletem sobre tudo, não existe ex- drogado ele fica dependente a vida inteira e um trabalho que e feito dia a dia, a vontade vai vir, mais juntamente com a ação social eles podem ter forças pra sair das drogas somente com a ajuda de Deus, e também é muito importante, que os pais orientem seus filhos, pois e uma ida sem volta, só a fé e que consegue tirar eles das drogas. Disse ela.

A Força Jovem do Cenaculo de Jacareí apresenta um lindo teatro com o tema a CADEIRA.
Tema a CADEIRA


Em seguida o Pastor Geraldo Vilhena coordenador de evangelização em unidades da Fundação Casa de São Paulo falou para os internos e famílias Todos os momentos temos que tomar decisões, e nos temos que ter o maior cuidado com estas atitudes, pois se nos plantamos um semente mal na nossa vida, com certeza absoluta vamos colher o mal (maldição) Fala o Pastor Geraldo Vilhena para os internos e famílias da Fundação Casa.

"Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." (Gálatas 6 : 8)

Para finalizar o evento foi servido muito bolo e refrigerante. Neste dia, como dos demais eventos realizados pela IURD, os funcionários e coordenadores agradeceram a presença da IURD, e deixando assim as portas abertas para novos eventos na Fundação Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário