domingo, 17 de novembro de 2013

DISPUTA FEMININA.




"Enquanto os homens são capazes de machucar o meu corpo, as mulheres têm o poder de destruir a minha alma" (Kelly Valen, escritora)
DE 3 MIL MULHERES OUVIDAS, 90% ADMITEM EXISTIR GRANDE RIVALIDADE E INVEJA ENTRE AS AMIGAS

OUTRAS 85% CONFESSAM JÁ TEREM SIDO PREJUDICADAS DE FORMA SIGNIFICATIVA POR ESSE SENTIMENTO.

Ser vítima de inveja, de fofocas maldosas, sentir que seu reinado está sendo ameaçado, o desprezo da pessoa amada ou, quem sabe, uma forte crise de TPM. O que tem maior poder de destruir a alma feminina e colocar as mulheres em fúria? De acordo com a maioria delas, só mesmo a própria mulher é capaz disso.

"Enquanto os homens são capazes de machucar o meu corpo, as mulheres têm o poder de destruir a minha alma", diz a americana Kelly Valen, que publicou um livro sobre o assunto, intitulado "Twisted Sisterwood", algo como "Irmandade Distorcida", em português.

"Enquanto os homens são capazes de machucar o meu corpo, as mulheres têm o poder de destruir a minha alma"
(Kelly Valen, escritora)

Para chegar à conclusão de que nem sempre a amizade entre mulheres é "cor de rosa", Kelly Valen entrevistou cerca de três mil mulheres, que responderam à 50 perguntas que se transformaram no "Twisted Sisterwood". De posse do material, a escritora concluiu que 90% das mulheres percebem "correntes de maldade e negatividade emanando de outras mulheres" de maneira frequente. Outras 85% confessaram já terem sido vítimas de grandes golpes, que mudaram a vida delas ou de outras colegas. Setenta e cinco por cento disseram ter sofrido com o comportamento de amigas íntimas ciumentas e competitivas. "Apesar da aparente harmonia, é raro relações verdadeiramente sincera entre mulheres, diferentemente dos homens", diz a escritora.

RIVALIDADE FEMININA TEM ORIGEM ORGÂNICA

Do ponto de vista médico, no entanto, esse tipo de comportamento está longe de ser apenas uma questão de personalidade. Os cientistas acreditam que, na maioria dos casos, são manifestações decorrentes de alterações hormonias, mais especificamente o estradiol, as responsáveis pela instabilidade de humor e pelas manifestações de ira repentinas.

ESTRADIOL EM BAIXA, FÚRIA EM ALTA

O estradiol está ligado também à produção de endorfina no organismo feminino, substância responsável por dar sensação de bem-estar. Sua queda pode gerar perda de ânimo, cansaço e até irritação extrema. O excesso pode levar às mesmas sensações. "É comprovado, inclusive, que a grande maioria das tentativas de suicídio entre o sexo feminino está diretamente ligada ao desequilíbrio hormonal, principalmente com o estradiol", alertam os médicos.

UNIVERSAL SOCIAL
NA FUNDAÇÃO CASA.



O Ler e Escrever é uma instituição cuja mantenedora é a igreja Universal do Reino de Deus e sua missão é erradicar o analfabetismo no Brasil bem como em países cuja língua é portuguesa e levar ensino de qualidade possibilitando ao nosso público alvo ingressarem no mercado de trabalho.pousadas e hoteis






Foi um almoço de confraternização que ocorreu neste domingo, 28 de abril de 2013, com a presença de mães, pais, irmãos, todos reunidos num só espírito, em ajudar os jovens privados de liberdade, que estão na Fundação CASA, auxiliando-os a encontrarem no Senhor Jesus a solução para as dificuldades encontradas nesta situação difícil que todos, jovens e seus familiares estão atravessando.



Corte de cabelos para as famílias dos internos da Fundação Casa.



Na oportunidade, o Sr Luiz Dobroca responsável pelo Projeto Ler escrever, oferece para as famílias dos internos da Fundação Casa cursos profissionalizantes.


No final do evento, após um farto almoço, todos saíram muito satisfeitos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário