domingo, 31 de agosto de 2014

jovens internos da Fundação CASA, aceitaram o batismo nas águas diz a UNIVERSAL.





Alguns jovens internos da Fundação CASA, aceitaram o batismo nas águas diz a UNIVERSAL.


SÃO PAULO – O trabalho de evangelização realizado pela IURD nas unidades da Fundação Casa SP (antiga Febem) tem se intensificado nos últimos anos. Semanalmente, voluntários da IURD levam uma palavra de fé aos internos, procurando mostrar a importância de buscar a Deus. Muitos têm demonstrado arrependimento de seus erros, que como conseqüência lhes trouxe a privação da liberdade. 


Segundo o coordenador do trabalho no Estado de São Paulo, pastor Geraldo Vilhena, os resultados são gratificantes. "Procuramos levar aos internos conforto espiritual, através do qual muitos têm aceitado com interesse a Palavra de Deus e mudado de vida. Temos constatado o resultado do nosso trabalho quando estes decidem se batizar e, aqui fora, nos procuram, querendo dar continuidade ao que aprenderam enquanto reclusos", relata o pastor. 

Para algumas  autoridades da Fundação Casa (antiga FEBEM) como, atitudes como essa apenas reiteram a importância do trabalho promovido pela IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS. "A presença da Igreja, não só hoje, mas no dia-a-dia, é essencial para estabelecer um futuro melhor a todos, especialmente colaborando com o nosso trabalho, que não é fácil. É um grande prazer tê-los aqui e saber que sempre podemos contar com os pastores e voluntários da IURD", destacou.

DA FUNDAÇÃO CASA PARA O ALTAR DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS.

Roger Alexandre Novaes dos Santos, aos 12 anos o seu pai abandonou a sua casa em consequencia faltou alimento o jovem Roger tentou até consegui um emprêgo mais devido as mas companhias, passou a usar drogas e praticar pequenos furtos, com o passar do tempo começou fazer assaltos maiores. Até que um dia em um assalto, foi preso pelo policia e foi levado para a Fundação Casa do Brás UIP-8;depois foi transferido para UI-36 foi quando ele começou a frequentar as reuniões de Quinta Feira as 08:00h daIgreja Universal do Reino de Deus quando conheceu o Senhor Jesus atravez da Obreira Francisca da IURD Bela Vista que o libertou e o levou o jovem a conhecer de fato e verdade o amor do Senhor Jesus.

Roger quando teve liberdade a principio não quis ir para IURD, com o passar do tempo a noite ele começou a chorar muito e lembrou-se do voto que fez com o Senhor Jesus na Fundação Casa. No dia seguinte procurou uma IURD e se batizou hoje é um auxiliar da IURD para honra e gloria do Senhor Jesus.

sábado, 30 de agosto de 2014

Milhares de Bíblias são ofertadas pelos membros da UNIVERSAL para os jovens internos da Fundação CASA de São Paulo.

Milhares de Bíblias são ofertadas pelos membros da UNIVERSAL  para os jovens internos da Fundação CASA de São Paulo.




Milhares de Bíblias são ofertadas pelos membros da UNIVERSAL  para os jovens internos da Fundação CASA de São Paulo.


0s obreiros(as) e membros da UNIVERSAL,reconhecendo que os maiores problemas dos jovens internos da Fundação Casa (antiga FEBEM) é espiritual fizeram doações de milhares de Bíblias para todos os internos e famílias da Fundação Casa de São Paulo. O objetivo principal é proporcionar meios para que o adolescente receba formação espiritual necessária para que haja mudanças em seu comportamento, acarretando assim, uma transformação em suas vidas e bom exercício da cidadania .
















































"Procuramos conscientizar os jovens e famílias que a verdadeira direção para nossa vida vem da Palavra de Deus quando guardamos no nosso coração e usamos com toda a nossa fé inteligente disse Pastor Geraldo Vilhena Coordenador Geral de Evangelização em Unidades da Fundação Casa de São Paulo. Agradecemos a todos os obreiros e membros pela atitude de fé de doar estas milhares de Bíblias.




"Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos".
Salmos 119,10

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Entenda por que os levitas são indispensáveis ao Templo

Entenda por que os levitas são indispensáveis ao Templo

Saiba quem vai cuidar dos serviços sagrados no templo







A perfeição de Deus é vista em todas as coisas e detalhes. Quando formou o corpo humano, por exemplo, deu a cada órgão uma função específica. Todos têm sua importância e precisam estar em perfeita sintonia para que o organismo funcione de forma correta e mantenha o corpo saudável. Quando Deus ordenou a construção do Tabernáculo e, mais tarde, do Templo, fez da mesma forma. Para que houvesse harmonia na manutenção e organização dos Ritos Sagrados, estipulou funções aos que prestavam serviços. Assim foi estabelecido o serviço dos levitas, sacerdotes e sumo sacerdotes.
Os levitas integravam uma das 12 tribos de Israel e eram assim chamados por serem descendentes de Levi. Às famílias dos três filhos de Levi – Gerson, Coate e Merari – couberam funções específicas. Deus definiu as atribuições de modo que não houvesse preferências ou disputas. Todas as funções eram indispensáveis para que tudo acontecesse de modo perfeito.
Os gersonitas foram encarregados de cuidar das cortinas do pátio externo; do reposteiro da porta do pátio, que rodeia o Tabernáculo e o altar; da cobertura de peles e tecido da tenda e das cordas e fixadores que as seguravam. (Números 3.25 e 26).
Os coatitas ficaram responsáveis pelo santuário, incluindo a arca, a mesa, o candelabro, os altares, o reposteiro e todos os utensílios. (Números 3.31). Os meraritas, por sua vez, tinham a seu cargo o cuidado de toda a estrutura da tenda, incluindo tábuas, travessas, colunas e bases (Números 3.36 e 37).
A tribo de Levi se destacou diante de Deus quando Moisés desceu do Monte Sinai com as Tábuas da Lei e encontrou muitos idolatrando um bezerro de ouro. Naquele momento, os levitas foram os primeiros a se juntar ao profeta contra a adoração de um deus estranho. “Pôs-se em pé Moisés na porta do arraial e disse: Quem é do Senhor, venha a mim. Então se ajuntaram a ele todos os filhos de Levi.” (Êxodo 32.26).
Os levitas são especiais e privilegiados, pois foram escolhidos por Deus para assumir grandes responsabilidades. A primeira e mais importante atribuição era a de agradar intimamente ao Altíssimo. Por isso, os que desejam honrá-Lo nos dias atuais devem satisfazer os mesmos requisitos espirituais do passado.
Levitas no Templo de Salomão em São Paulo







Na réplica do Templo de Salomão também haverá um grupo de levitas para auxiliar nas reuniões. O bispo Sérgio Corrêa, responsável pelos obreiros da Universal em todo o Brasil, explica que esses levitas serão responsáveis pela manutenção do local, como aconteceu no período do Tabernáculo. “Eles eram auxiliares diretos dos sacerdotes e responsáveis pela manutenção, reparos e proteção do Tabernáculo e dos utensílios. Assim serão também no Templo, auxiliares dos sacerdotes, ou seja, dos bispos e pastores que farão as reuniões, dando assistência devida e necessária aos visitantes.”
No passado, os sacerdotes tinham a função de manter a luz do candelabro sempre acessa, queimavam o incenso no altar duas vezes ao dia e eram os responsáveis pela reposição dos pães na mesa da proposição. Também faziam os sacrifícios dos animais sobre o altar do holocausto e ajudavam a cuidar e a ensinar o povo.
Além deles, o sumo sacerdote possuía tarefas exclusivas, como presidir a oferta da expiação dos seus pecados e do povo, além de entrar no Lugar Santíssimo uma única vez ao ano. Era o maior guardião do Tabernáculo e de todas as instruções sagradas mantidas dentro do local. Os requisitos exigidos por Deus para a unção de um sumo sacerdote eram elevados.
O bispo Corrêa explica que a função dos atuais levitas será voltada especialmente aos trabalhos sagrados. “Hoje, temos pessoas que se responsabilizarão por esse trabalho braçal mais pesado, como montagem e desmontagem de estruturas. Os levitas do Templo de Salomão farão mais os trabalhos sagrados ligados aos utensílios espirituais. Da mesma forma que Deus carinhosamente separou o serviço de cada levita, teremos também a distribuição de serviços no Templo.”
No passado, todos os levitas, sacerdotes e sumo sacerdotes viviam de uma forma peculiar, com intensa e total dedicação. O mesmo ocorre hoje com os que servem a Deus. É preciso manter a pureza, a santidade, ter o cuidado na escolha do seu cônjuge e estar pronto para o sacrifício constante, pois servir a Deus tem um alto custo. “Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o Reino de Deus.”(Lucas 9.62). O trabalho dos levitas deve ser feito com prazer, não como um fardo. Para Deus, não basta fazer, é preciso servir com alegria.












Sisterhood visita internas da Fundação Casa

Voluntárias distribuem kits e livros para menores infratoras

Por Sabrina Marques
redacao@arcauniversal.com

Amor e dedicação são características presentes em todas as voluntárias do Sisterhood, grupo que surgiu em dezembro de 2009 e tem a finalidade de resgatar a essência feminina colocada por Deus em cada mulher. Desta vez quem recebeu o carinho dessas mulheres foram as internas da Fundação Casa “Chiquinha Gonzaga”, da Mooca, bairro localizado na zona leste da capital paulista.


As mais de 140 internas do local receberam kits de higiene pessoal e também centenas de livros “A mulher V”, da escritora e fundadora do Sisterhood, Cristiane Cardoso.


Além das doações, as internas também ouviram mensagens de fé e esperança, contidas na Palavra de Deus. Para o responsável pelo trabalho evangelístico dentro da Fundação Casa, pastor Geraldo Vilhena, a iniciativa do grupo é fundamental para a ressocialização e mudança de comportamento das menores infratoras. “Este é um trabalho excelente, pois a presença das voluntárias fez com que as jovens se aproximassem mais. Muitas abriram o coração, choraram após receber as orientações das esposas dos bispos, elas elevaram a autoestima, que a muito tempo estava em baixa, este evento foi muito bom”, conclui o pastor Geraldo Vilhena.

Momento da entrada do grupo Sisterhood

Uma palavra de fé


Jovens internas recebem um atendimento das esposas dos bispos e pastores

Leitura do livro A MULHER V

Senhora Margarete esposa do bispo Marcos com duas internas da Fundação Casa.

Senhora Rosilene esposa do bispo Jadeson com uma jovem interna.

Senhora Marcia esposa do bispo Romualdo antendendo uma jovem interna

Senhora Fátima esposa do bispo Clodomir atendendo jovens internas.

Uma visita na Casa das mães na Fundação Casa

Uma oração para finalizar.